quinta-feira, 24 de outubro de 2019

5 bons alimentos para regular o intestino


Para uma boa saúde intestinal, especialistas sugerem comer mais alimentos que contêm fibras, probióticos e muita água. Essa combinação é tudo o que precisa manter no seu dia a dia para a garantia de um intestino regulado e funcionando como reloginho  quando se diz respeito a alimentação.

Para completar fique longe de açúcares e gorduras e pratique alimentos físicos, isso te ajudará a manter o seu intestino em dia e funcionando bem. E se mesmo depois de fazer tudo isso ainda tiver problemas com intestino preso ou solto de mais aí a chance é grande de que isso esteja sendo desencadeado por problemas emocionais, como ansiedade generalizada, depressão ou estresse excessivo.

Veja, abaixo, 5 alimentos que você deve incluir na sua dieta se quiser ter um intestino regulado.


1 - Fibras

Fibra, encontrada em alimentos vegetais, ajuda a regular a velocidade em que os alimentos se movem através do seu intestino, tornando-se um fator crucial quando se trata de manter regular.

2 - Probióticos

Os probióticos nos alimentos são microrganismos benéficos que são criados através do processo de fermentação. Você pode pensar neles como "bons" micróbios que podem combater micróbios causadores de infecções que às vezes estão nos alimentos que comemos ou que florescem quando estamos doentes.

Muitos micróbios são benéficos para a saúde humana, e alguns são mesmo essenciais. Outros podem ser prejudiciais, especialmente quando se multiplicam.

Os probióticos alimentam-se de hidratos de carbono não digestíveis chamados pré-bióticos. Este processo incentiva bactérias benéficas a se multiplicar no intestino.

Pesquisas de 2017 sugerem que os pré-bióticos podem ajudar os probióticos a se tornarem mais tolerantes a certas condições ambientais, incluindo alterações de pH e temperatura.

As pessoas que querem melhorar a sua saúde intestinal podem desejar incluir mais dos seguintes alimentos ricos em pré-bióticos na sua dieta:

  • ·        aspargo
  • ·        banana
  • ·        chicoria
  • ·        alho
  • ·        Tupinambas
  • ·        cebola

3 - Grãos

Comer muito açúcar ou adoçantes artificiais pode causar disbiose intestinal, que é um desequilíbrio de micróbios intestinais.

Os autores de uma fonte fidedigna de 2015 em animais sugeriram que a dieta padrão ocidental, que é alta em açúcar e gordura, afeta negativamente o microbioma intestinal. Por sua vez, isso pode influenciar o cérebro e o comportamento.

Outra fonte de estudo animal relatou que o adoçante artificial aspartame aumenta o número de algumas estirpes bacterianas que estão ligadas à doença metabólica.

Doença metabólica refere-se a um grupo de condições que aumentam o risco de diabetes e doença cardíaca.

A fonte pesquisada também indicou que o uso humano de adoçantes artificiais pode afetar negativamente os níveis de Glicose no sangue devido aos seus efeitos na flora intestinal. Isto significa que os adoçantes artificiais podem aumentar o açúcar no sangue apesar de não ser um açúcar.

4 – Folhas verdes

As folhas verdes, como espinafres ou couve, são excelentes fontes de fibra, bem como nutrientes como folato, vitamina C, vitamina K e vitamina A. pesquisas mostram que as folhas verdes também contêm um tipo específico de açúcar que ajuda o crescimento de combustível de bactérias intestinais saudáveis.
Comer muita fibra e folhas verdes permite desenvolver um microbioma intestinal ideal", diz Lee, referindo-se aos trilhões de organismos que vivem no cólon.

5 – Frutas com baixo teor de frutose, como o Abacate

Frutas com baixo teor de frutose e citrinos, tais como laranjas e toranjas, contêm menos frutose, tornando-os mais fáceis de tolerar e menos propensos a causar gases. Bananas são outra fruta de baixa frutose que são ricos em fibra e contêm inulina, uma substância que estimula o crescimento de boas bactérias no intestino.

O abacate é um super alimento embalado com fibra e nutrientes essenciais, como o potássio, que ajuda a promover a função digestiva saudável. É também uma comida com pouca frutose, por isso é menos provável que provoque gases.

Nenhum comentário:

Postar um comentário